Saúde / Saude

10 principais causas de soluço e o que fazer

person access_timePostado em 19/07/2021 22:45 chat_bubble_outline

Reprodução - internet

O soluço é uma contração involuntária do diafragma e outros músculos do tórax, seguido do fechamento da glote e vibração das cordas vocais, produzindo, por isso, um ruído característico.

Este espasmo é desencadeado por uma irritação de algum nervo, como o nervo vago ou o nervo frênico, ou de parte do cérebro que controla os músculos respiratórios, que pode acontecer por diversos motivos, como:

  1. Dilatação do estômago, causada por excesso de comida ou bebidas gasosas;
  2. Consumo de bebidas alcoólicas;
  3. Doenças gastrointestinais, como refluxo gastroesofágico, por exemplo;
  4. Alterações dos eletrólitos do sangue, como diminuição de cálcio, potássio ou sódio;
  5. Insuficiência renal, que causa excesso de ureia no sangue;
  6. Diminuição do CO2 na corrente sanguínea, causada por respiração acelerada; 
  7. Infecções, como gastroenterites ou pneumonias;
  8. Inflamações respiratórias ou abdominais, como bronquite, esofagite, pericardite, colecistite, hepatites ou doença inflamatória intestinal;
  9. Cirurgias na região do tórax ou abdômen;
  10. Doenças cerebrais, como esclerose múltipla, meningite ou câncer no cérebro, por exemplo.
  11. Apesar destas possíveis causas, ainda não se sabe ao certo como essas alterações levam aos espasmos do diafragma e tórax. 

Na maioria das vezes, a causa do soluço não é grave, no entanto, se persistir por mais de 2 dias, ou se for acompanhado de outros sintomas que indiquem doenças como pneumonia ou doenças cerebrais, é necessário consultar o clínico geral para investigar a causa.



Causas do soluço no bebê

Os soluços no bebê são muito comuns e podem, inclusive, acontecer antes do nascimento, ainda no útero da mãe. Isto pode acontecer porque seus músculos torácicos e diafragma ainda estão se desenvolvendo e, por isso, na maior parte dos casos não é motivo para preocupação. Saiba o que fazer parar parar o soluço do bebê

Entretanto, caso o soluço dure mais que 1 dia, ou esteja atrapalhando o bebê para dormir ou amamentar, pode ter outras causas na sua origem, como infecções ou inflamações, por exemplo, sendo, por isso, importante consultar o pediatra, para investigação e tratamento corretos.

O que fazer em caso de soluço

Normalmente, o soluço resolve-se espontaneamente em poucos minutos, mas, em alguns casos, pode durar até 2 dias. Para parar o soluço, é importante resolver a sua causa, mas caso seja uma situação passageira, existem alguns métodos para fazer com que ele passe mais rapidamente, através de manobras, como beber água fria, prender a respiração por alguns segundos ou respirar dentro de um saco de papel, por exemplo, que estimulam o nervo vago e aumentam os níveis de CO2 no sangue.

Confira estas e outras manobras de parar o soluço.

Se o soluço persistir por mais de 2 dias, ou se for constante e repetitivo, é recomendado procurar atendimento com o clínico geral, para que sejam solicitados alguns exames, como raio X do tórax e exames de sangue, para investigar as possíveis causas do soluço. Se necessário, o médico pode também prescrever um medicamento para tratar o soluço persistente.


Comentários