Saúde / Notícia

Pinto do Acordeon é internado com problema cardíaco e renal

Nesse domingo (3), Pinto do Acordeon foi submetido a uma sessão de hemodiálise e nesta segunda-feira (4) passou por outra bateria de exames
person access_timePostado em 04/03/2019 23:05 chat_bubble_outline

O músico está internado em um hospital particular no bairro da Torre e sob acompanhamento do médico cardiologista Ítalo Kumamoto. (Foto: arquivo)

O ex-vereador de João Pessoa e músico, Pinto do Acordeon, está internado há mais de uma semana em um hospital particular da Capital, após apresentar problemas renais. A informação foi confirmada à jornalista Ísis Vilarim, do Portal Correio, pelo filho do músico, o também cantor Mô Lima.

De acordo com Mô Lima, nesse domingo (3) Pinto do Acordeon foi submetido a uma sessão de hemodiálise e nesta segunda-feira (4) passou por outra bateria de exames. Além do problema renal, Pinto do Acordeon também precisa de uma intervenção cardíaca, e precisará passar por um cateterismo. 

 

Os médicos trabalham com a possibilidade de realizarem a cirurgia na próxima quarta-feira (6).



Em fevereiro de 2015, Pinto do Acordeon, que é diabético, teve a perna esquerda amputada devido a complicações na cicatrização de uma ferida.

Autor de vários sucessos

Pinto do Acordeon é autor de vários sucessos. Um deles é a música Paixão de Beata, mais popularmente conhecida com o ‘Neném mulher’. O sanfoneiro também compôs diversos sucessos conhecidos do público nas festas juninas, como ‘Matuto teimoso’; ‘De língua’, ‘Por amor ao forró’; ‘Vassoura nova’ e ‘Meu noivado com a nega Maria’.

Vereador na Capital

Pinto do Acordeon estreou na política nas eleições de 1992, quando disputou uma vaga e foi eleito pelo PDT para a Câmara Municipal de João Pessoa, com 1.339 votos. Em 1996, disputando pelo PMDB não conseguiu a reeleição.

Música para Bolsonaro

Nas eleições presidenciais de 2018, Pinto do Acordeon compôs uma das músicas da campanha vitoriosa de Jair Bolsonaro (PSL). O cantor, inclusive, foi convidado para se apresentar na posse do presidente, mas não participou da solenidade.


Comentários