Saúde / Quarentena

Ansiedade causada pelo isolamento social pode gerar compulsão alimentar

person access_timePostado em 10/06/2020 11:52 chat_bubble_outline

Foto: Reprodução/Internet [ilustrativa]

A nutricionista clínica e esportiva, Klênia Santana, afirmou que muitas pessoas estão aproveitando o período da quarentena para comer mais, devido a ansiedade provocada pelo isolamento social.

Ela explicou que esse ato de comer mais pode gerar um transtorno chamado compulsão alimentar, que consiste na ingestão exagerada de alimentos, na maioria das vezes, muito calóricos.

Klênia destacou que é preciso escolher alimentos saudáveis para frear essa compulsão e planejar as refeições diárias.



Ela disse, em entrevista à Rádio Caturité FM, que uma boa estratégia é beber bastante água e optar por alimentos ricos em fibras, que provocam uma sensação de saciedade, além de frutas e alimentos ricos em nutrientes.

– Para muitas pessoas esse tempo de ficar em casa acaba sendo um convite a comer mais um pouco. É onde se dá aí a compulsão alimentar, que é um transtorno caracterizado pela ingestão exagerada de alimentos. É preciso não associar o alívio de uma tensão com a alimentação. Não desconte o estresse do seu dia na comida, procure uma atividade física – colocou.

Segundo Klênia, atacar a geladeira de madrugada, comer em curtos espaços de tempo, se alimentar até se empanturrar e comer alimentos calóricos em grande quantidade, mesmo sem fome, são alguns dos sinais de compulsão alimentar.

Ela citou que é necessário que a pessoa busque fazer atividades físicas e, caso não sinta melhora nesses hábitos de compulsão, procure um psicólogo e um nutricionista.


Comentários