Política / Paraíba

Deputado estadual admite disputar Câmara após racha de Julian e Bolsonaro: ‘Não precisamos de traidores’

person access_timePostado em 02/06/2021 12:50 chat_bubble_outline

Cabo Gilberto. Foto: Marketing/Sistema Arapuan

O deputado estadual Cabo Gilberto (PSL) declarou, durante entrevista ao programa Arapuan Verdade, do Sistema Arapuan de Comunicação nesta terça-feira (1°), que existe a pretensão em colocar o seu nome na disputa para deputado federal com a intenção de aumentar a base do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no Congresso Nacional. O parlamentar afirmou que a princípio estará na disputa para reeleição como estadual, porém, ele não descartou a possibilidade de buscar o espaço tomado ‘por traidores do presidente’ na Câmara.

“O presidente [Bolsonaro] está prestes a escolher um partido, existe a possibilidade de ser o Patriota. É certo que para onde ele for, nós iremos. Nosso objetivo é no próximo ano colocarmos o maior número de deputados estaduais, federais e quem sabe até um senador. Vamos tirar a diferença e fazer o presidente vencer as eleições no Estado da Paraíba. Essa é a nossa maior missão, onde vamos fazer parte dessa bancada e nosso mandato estará à disposição para reeleição como deputado estadual, mas se houver a disponibilidade e junção de forças, iremos sim disputar o mandato de deputado federal, até porque o presidente precisa de aliados e não de traidores”, afirmou.

A declaração de Cabo Gilberto acontece após o distanciamento entre o presidente da República Jair Bolsonaro e o deputado federal Julian Lemos (PSL). O deputado foi um dos maiores apoiadores do presidente, com visitas à Paraíba durante as eleições de 2018, além de ser o vice-presidente nacional do PSL, partido que abriu o presidente até novembro de 2019.



Segundo o colunista Lauro Jardim, de ‘O Globo’, Bolsonaro estaria relutante de voltar ao PSL devido a uma rixa com o deputado federal paraibano após ofensas públicas onde ele chamou o seu filho, Carlos Bolsonaro, de “Carluxa” e “Poodle”.


Comentários