Política / Paraíba

Articulação de Romero pode resultar na ascensão do irmão Moacir à frente da ANA

person access_timePostado em 21/04/2019 23:25 chat_bubble_outline

Foto: Divulgação

Após a polêmica envolvendo deputado Moacir Rodrigues (PSL) e o deputado federal e presidente estadual do PSL Julian Lemos, numa disputa interna pelo comando da sigla, Moacir voltou a cena política com a possibilidade de deixar a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) para abrir vaga para um suplente. A possibilidade passaria pela articulação politica do irmão do parlamentar estadual o prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues (PSDB) conseguir para Moacir a presidência da Agência Nacional de Águas (ANA).

 

A indicação para o comando da agência é por parte do Governo Federal, através do presidente da Republica Jair Bolsonaro (PSL), partido do qual Moacir integra. Se Moacir sair quem assume a vaga é o vereador de João Pessoa, João Almeida (Solidariedade). “Todo suplente nutre o desejo de assumir e nós como titulares temos que está aberto a esta possibilidade, havendo condições para que ocorra, não podemos criar obstáculos, mas sim estudar as possibilidades para que isso aconteça. Além disso, João Almeida é uma boa pessoa, político atuante e aliado”, disse Moacir.

Moacir que já presidiu a Agência Estadual das Águas (AESA-PB), diz ter a experiência necessária para o cargo. “Estamos enfrentando o problema de falta de água há mais de 100 anos, não podemos esperar mais um século para que esse problema seja solucionado, é algo que precisa de uma certa urgência e há meios para isso.”



 

 


Comentários