Policial / Paraíba

Polícia Federal investiga crime de falsidade ideológica para obtenção do BPC, em João Pessoa

Operação Apate cumpre um mandado de busca e apreensão em João Pessoa contra crime previdenciários.
person access_timePostado em 07/07/2020 12:37 Atualizado em 09/07/2020 12:20 chat_bubble_outline

Operação Apate, da Polícia Federal, cumpre um mandado de busca e apreensão em João Pessoa — Foto: Divulgação/Polícia Federal

A Polícia Federal na Paraíba, através da Delegacia de Repressão a Crimes Previdenciários (Deleprev), deflagrou na manhã desta terça-feira (7) a Operação Apate, com o objetivo de investigar crime de falsidade ideológica para obter o Benefício de Prestação Continuada (BPC/LOAS). A PF cumpre um mandado de busca e apreensão em João Pessoa.

A investigação apura a ocorrência de delitos cometidos com falsificação de documentos particulares e inserção de dados falsos em sistemas governamentais para a obtenção de benefício assistencial (BPC/LOAS), condutas, em tese, tipificadas como estelionato qualificado e inserção de dados falsos em sistemas de informações, sem prejuízo de outros delitos evidenciados com o decorrer do inquérito.

A operação foi deflagrada por policiais federais e servidores da Força-Tarefa Previdenciária e Trabalhista, do Ministério da Economia, com o cumprimento de mandado de busca expedido pela Justiça Federal da Paraíba.



Segundo a mitologia grega, o nome da operação faz referência a um espírito que personificava o engano, o dolo e a fraude.


Comentários