Paraíba / Saúde

Urgente: Paraíba confirma dois primeiros casos de síndrome associada à Covid-19 em crianças, diz SES

Dos nove casos suspeitos da Síndrome Multissistêmica Inflamatória Pediátrica (SIM-P) na Paraíba dois foram confirmados, dois descartas e cinco seguem em investigação.
person access_timePostado em 31/08/2020 12:21 chat_bubble_outline

Pacientes de casos confirmados da SIM-P foram tratados no Hospital Arlinda Marques, em João Pessoa — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Foram confirmados nesta segunda-feira (31) os dois primeiros casos da Síndrome Multissistêmica Inflamatória Pediátrica (SIM-P), doença associada à presença do coronavírus, na Paraíba. De acordo com o secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, foram registrados nove casos suspeitos, dos quais dois foram confirmados, dois foram descartados e cinco seguem em investigação, sendo dois óbitos.

Até quinta-feira (27) eram oito casos suspeitos. Os dois casos confirmados são de dois meninos, ambos atendidos no Hospital Arlinda Marques:

  • um menino de sete anos, morador da cidade de Sapé, recebeu alta médica no dia 21 de julho;
  • um menino de seis anos, morador de João Pessoa, recebeu alta médica no dia 2 de julho.

Segundo o secretário executivo de saúde da Paraíba, Daniel Beltrammi, em declaração após os primeiros casos suspeitos, a suspeita destes casos chama atenção para o fato de que a Covid-19 pode gerar casos de gravidade nas crianças. "Por isso é importante a educação de crianças para a proteção delas com o uso de máscaras, lavagem das mãos e o distanciamento social”, explicou.



Durante o monitoramento, são aplicados testes do tipo PCR para detecção do novo coronavírus, mesmo que os pacientes tenham sido submetidos aos testes rápidos. De acordo com o secretário, existe uma rede de contatos que incentivam que as unidades de saúde de toda a Paraíba notifiquem casos suspeitos para a Gerência Executiva de Gestão em Saúde, que possui um canal específico para os registros.

Todos os sintomas da Covid-19, junto com vermelhidão na pele, aftas na boca e conjuntivite podem indicar a presença da síndrome multissistêmica, que se assemelha com a síndrome de kawasaki, conforme destacou o secretário. O quadro de saúde das crianças pode ser agravado com complicações nos rins e sistema nervoso central.

A recomendação da SES é de que se crianças ou adolescentes apresentarem os sintomas da síndrome, os pais ou responsáveis devem procurar o serviço de atendimento em saúde mais próximo.

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) divulgou um alerta sobre a notificação de casos da síndrome registrada em crianças e adolescentes de até 19 anos, em vários países do mundo. A SIM-P foi registrada pela primeira vez em abril deste ano na Inglaterra. Até o fim do mês de julho, 71 casos e três mortes foram confirmados no Brasil. Eles foram notificados nos estados do Ceará, Pará, Piauí e Rio de Janeiro.


Comentários

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal MídiaPB - Você sempre informado, não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.