Paraíba / Araruna

Ao anunciar aposentadoria, professora relata perseguição política do prefeito de Araruna, Vital Costa

person access_timePostado em 15/02/2020 14:28 Atualizado em 15/02/2020 17:16 chat_bubble_outline

Na última sexta-feira, a professora Rita Jerônimo anunciou, em suas redes sociais, que irá se aposentar na rede municipal de ensino depois de 30 anos de sala de aula. Ela é um dos nomes mais conhecidos na área da educação no município de Araruna, após ter dedicado toda a vida em defesa da educação e do reconhecimento dos magistrados.

A professora relatou que enfrentou perseguição política por parte da gestão do atual prefeito de Araruna, Vital Costa. Segundo Rita, as retaliações sofridas foram determinantes para que ela decidisse se aposentar antes do que planejava.

A docente também agradeceu aos pais, alunos e colegas e manifestou sua confiança no poder transformador da educação.



Leia abaixo a mensagem da professora Rita publicada em redes sociais: 

A Comunidade Escolar

Venho publicamente agradecer a comunidade escolar na pessoa dos Pais dos meus alunos que acumulei durante meus 30 anos de sala de aula.

Durante toda a jornada enfrentei grandes desafios, mas o que me impulsionou a prosseguir foi o olhar dos meus alunos em busca de conhecimento, como agente transformadora sempre dei o meu melhor para que meus alunos tivessem por meio da Educação uma ferramenta de transformação de vidas.
Vejo a Educação como um ente capaz de mudar vidas, formentar sonhos e remover dores. Infelizmente estamos inseridos dentro de um contexto onde a Educação é tratada como secundária, sendo a última preocupação dos gestores públicos dos Munícipes.
Olho para trás e vejo o quanto a cada vida que passou por mim me fortaleceu e me ensinou, seja com seus olhares muitas vezes de aflição, medo e alegria.
Hoje me disperso da comunidade escolar Municipal mediante o meu pedido de Aposentadoria, muitos fatores foram determinantes que me impulsionaram a antecipar o que por ora não planejava.
Desde o ano de 2017 tenho sofrido retaliações por parte da gestão do Município de Araruna, fato público e notório, chegando ao extremo de no ano de 2019 ficar sem turma, acesso ao diário eletrônico e etc..
Relato isso com muita decepção, afinal, eu também acreditei e confiei em um novo tempo e desde 2017 tenho visto que o novo veio eivado de autoritarismo, perseguição, retaliação e ameaças. O que não me intimida, porque existe uma lei que ninguém prorroga, ela é infalível, é a CHAMADA LEI DO RETORNO, dessa ninguém fugirá.

Assim, pensando na minha saúde mental, e em respeito a minha idade e a Educação do Município a qual em muitos fui pioneira, decidir me afastar da rede municipal.
Com muita alegria estou certa do legado que construir e deixei, certa que tenho muito a construir com a Educação Municipal em futuro breve, afinal Educação se faz diariamente.
Minha gratidão aos Pais e alunos que integram o ambiente escolar.
E dizer aos colegas que sejam fortes, sejam valentes para lutarmos juntos em favor da legalidade, humanização, valorização.

Um dia voltarei ao grupo para dizer Deus não falha, tudo tem seu tempo e a lei do retorno prevaleceu.
Continuarei minha missão de luta em favor dos nossos servidores ainda mais forte e presente.
Att. Rita Jerônimo

 

O Mídia PB tentou contato com o prefeito Vital, mas, até o fechamento desta matéria, não teve retorno. Deixamos o espaço aberto caso o citado deseje responder. 

 Jasiel Bernardo/MídiaPB


Comentários