Entretenimento / Notícia

Após crise histórica de audiência, afiliada anuncia desmanche de programação

person access_timePostado em 26/11/2018 12:44 chat_bubble_outline

Na imagem prédio da Rede Bahia, afiliada da Globo - Foto de Isaias Padovezzi

Após passar uma semana inteira atrás da Record no Ibope, a Rede Bahia, afiliada da Globo no maior Estado do Nordeste, decidiu mudar a sua grade de programação Nacional.

A emissora começou as mudanças na última segunda-feira (25) retirando o Bem Estar do ar para bater de frente com os programas regionais das concorrentes. A emissora anunciou também que em fevereiro de 2019, assim que acabar o horário de verão, será a vez do Encontro e Vídeo Show serem também retirados.

Essa é a primeira vez que a Globo abriu mão de programas obrigatórios em rede nacional para tentar salvar a audiência de uma afiliada. Nem o Bom Dia Brasil será poupado. Ele também perderá espaço para uma versão maior do Jornal da Manhã, o Bom Dia São Paulo de Salvador.



As mudanças na Bahia são um golpe editorial no conceito de rede implantado pela Globo no ano de 1970. Atualmente, as afiliadas têm direito a apenas três horários para produções locais de segunda a sexta-feira: das 6h às 7h30; das 11h45 às 13h20; e das 19h15 às 19h30. Nos sábados, podem ocupar duas faixas, a das 6h às 9h e das 14h às 14h50, e nos domingos, das 6h às 8h.

A primeira modificação, que é o sacrifício do Bem Estar, será possível graças ao horário de verão. Durante sua vigência, as emissoras que estão em localidades com fuso diferente do de Brasília exibem toda a programação pré-gravada. Quando o Bem Estar entra no ar na Bahia, ele já acabou no Sudeste.

O programa de saúde tem a pior performance dentre todos os veiculados pela afiliada. Com média de 3 pontos, espanta o público, que migra para o SBT e a Record. Exibido na sequência, o Encontro com Fátima Bernardes não faz milagre. Fica em terceiro lugar, bem distante das líderes.

A direção da Rede Bahia elegeu os matinais como principais responsáveis por sua crise no Ibope. O desempenho fraco deles afeta o Bahia Meio-Dia, que não consegue performar bem. 

A primeira tentativa de diminuir o impacto do desastre matinal no restante da programação foi o corte de 15 minutos do Encontro, há três meses, permitido pela Globo nacional. O programa de Fátima Bernardes termina às 11h45 no Estado, 15 minutos antes do restante do país. Deu certo. Mais longo, o Bahia Meio-Dia passou a chegar perto da Record.

Os resultados positivos levaram a direção da afiliada a pedir para a Globo mais espaço para suas produções locais. E conseguiu. Já a partir de segunda, o Bahia Meio-Dia entrará no ar às 11h30. O Encontro irá ao ar às 10h20, após o Mais Você.

A emissora estuda dois cenários para viabilizar a extinção do Encontro. Em um deles, o Jornal da Manhã ganharia uma hora, indo até 8h30, enquanto Bom Dia Brasil e Mais Você seriam transmitidos com atraso em relação a São Paulo. No outro, a emissora passará a entrar no meio do Bom Dia Brasil com informações locais, aumentando a duração do noticiário.

Para o espaço atualmente ocupado pelo Vídeo Show, a afiliada da Globo está desenvolvendo uma revista eletrônica própria. A apresentação será de Camila Marinho, ex-BATV, que equivale ao SP2 no Estado.

A Rede Bahia confirmou a suspensão do Bem Estar até 16 de fevereiro de 2019, quando acaba o horário de verão. A emissora diz que “a mudança é uma resposta ao interesse populacional pela programação local”.


Por Redação com informações Noticias da TV / Portal WSCOM


Comentários