Economia / Paraíba

Pequenos negócios geram mais de 750 postos de trabalho na Paraíba

Campina Grande, Sousa e João Pessoa foram os principais responsáveis pela criação de novas vagas no período
person access_timePostado em 08/08/2019 02:03 chat_bubble_outline

Levantamento é do Sebrae (Foto: Divulgação/Secom-JP)

Reafirmando o seu papel de destaque no processo de reaquecimento do mercado de trabalho, os pequenos negócios continuam sendo os principais responsáveis pela geração de novas vagas de emprego na Paraíba. É o que aponta levantamento realizado pelo Sebrae, a partir de dados referentes ao mês de junho do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Conforme os números, nesse período, as micro e pequenas empresas (MPE) foram as únicas responsáveis pela criação de novos postos de trabalho no estado, com saldo positivo de 766 vagas.

Na contramão desses resultados, as médias e grandes empresas (MGE) apresentaram saldo negativo de 1.561 vagas, enquanto a administração pública não gerou nem reduziu postos de trabalho durante o mês de junho.



Ao analisar os dados do Caged por município, o levantamento do Sebrae Paraíba também indica que, nesse período, a cidade de Campina Grande foi a principal responsável pela geração de novos postos de trabalho no estado, com 265 vagas abertas. Em seguida, aparecem os municípios de Sousa (145), João Pessoa (126), Pedras de Fogo (77) e Catolé do Rocha (41).

Já na análise por setor, os dados apontam que os pequenos negócios de comércio e serviços lideraram a abertura de novas vagas, com, respectivamente, 312 e 218 postos criados. Os demais postos de trabalho foram abertos nos setores de indústria de transformação (116), construção (73) e agropecuária (60).

Acumulado do semestre

Considerando os dados do primeiro semestre desse ano, os pequenos negócios também aparecem como protagonistas na geração de empregos. Segundo o levantamento, entre janeiro e junho, eles foram responsáveis pela criação de 2.606 postos de trabalho, número que é 5,5% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado, quando as MPE geraram 2.469 vagas.

Já entre as médias e grandes empresas, o acumulado do primeiro semestre de 2019 aponta saldo negativo de 10.279 vagas, número maior que no mesmo período do ano anterior, quando o saldo negativo era de 8.031 vagas.

Na avaliação da gerente de Estratégia do Sebrae Paraíba, Ivani Costa, os dados refletem a importância dos pequenos negócios na criação de novas oportunidades de trabalho e no cenário econômico do estado.

“Enquanto médias e grandes empresas tiveram saldo negativo de empregos, os pequenos negócios seguem na contramão desse cenário, criando novos postos de trabalho. Dessa forma, percebemos que são os pequenos negócios que geram emprego, dão resultado e transformam a realidade nas cidades e comunidades onde estão inseridos, com renda e oportunidade”, pontuou.


Comentários