Economia / Avaliação

Análise: por que muita gente ainda cai em golpes? por Patricia Lages

person access_timePostado em 06/01/2020 00:42 chat_bubble_outline

Reprodução/Pixabay

Há algumas semanas postei um vídeo no meu canal do YouTube com dicas para juntar 10 mil reais em 2020. O conceito principal se resume em não focar no valor total, mas sim, em acumular pequenas economias no dia a dia para que, ao fim do ano, o montante total tenha sido atingido, qualquer que seja o alvo.

O objetivo é que cada pessoa determine uma meta e que deixe de consumir automaticamente, prestando atenção aos pequenos gastos que podem levar boa parte do orçamento sem que se perceba. Ao economizar em alguns desses gastos, pode-se obter um valor expressivo ao longo de um determinado período. É uma questão de matemática simples: poupando R$ 27,40 por dia qualquer pessoa acumulará mais de 10 mil reais em um ano.

Mas o que me chamou a atenção foram diversos comentários expressando a decepção e o desapontamento por eu não ter mostrado como as pessoas que ganham um salário mínimo por mês poderiam chegar a essa soma. Isso sem citar as várias pessoas que mencionaram ganhar menos do que o mínimo, mas que esperavam descobrir no vídeo como poderiam ter 10 mil reais ao fim de 2020. E é aí que se abre uma brecha enorme para os golpistas.



Considerando o valor do salário mínimo nacional de 2019 (R$ 998,00) e os descontos – 8% de INSS (R$ 79,84) e 6% de vale-transporte (R$ 59,88) – o líquido recebido seria de cerca de R$ 858,28 mensais. Somando-se 13 salários anuais, mais 1/3 de férias, o valor líquido recebido seria de pouco mais de R$ 11.400,00. Ou seja, como chegar ao fim desse período com uma poupança de 10 mil reais? Mesmo assim, muitos esperavam por uma fórmula mágica e, ao ver que não era essa a proposta, resolveram registrar sua indignação.

Sabendo dessa esperança sem fundamento que muitas pessoas têm, aproveitadores de todos os tipos criam uma infinidade de propostas absurdas – travestidas de oportunidades de ouro – para se obter dinheiro fácil e rápido. E, claro, de preferência sem esforço algum. E é óbvio que quem espera por essas “oportunidades” vai cair feito pato. 

Por isso, ainda que o Brasil seja um país com um número de golpes altíssimo e que a divulgação desmascarando os mesmos seja quase que diária e em todo tipo de mídia, as enganações funcionam de norte a sul. As pessoas defendem pirâmides financeiras com unhas e dentes e entregam seu suado dinheiro nas mãos de golpistas, acreditando piamente que se tratam dos salvadores da pátria.

A questão é que o engano é convincente porque traz conforto ao coração, caso contrário, não funcionaria. Enquanto as pessoas “pensarem” com o coração e deixarem de usar o cérebro, continuarão sendo tratadas como corpos sem cabeça. Que neste novo ano tenhamos menos pessoas incautas e emocionais mais indivíduos prudentes e pensantes.

Patricia Lages


Comentários