Cidades / Paraíba

MPF investiga supostas irregularidades no ‘Minha Casa, Minha Vida’ em municípios paraibanos; veja os detalhes

As medidas foram publicadas na edição desta terça-feira (15), no Diário Eletrônico do órgão
person access_timePostado em 15/10/2019 12:29 chat_bubble_outline

O Ministério Público Federal na Paraíba (MPF-PB) abriu dois procedimentos de investigação contra eventuais irregularidades no cadastramento e seleção de beneficiários do programa habitacional ‘Minha Casa, Minha Vida’, do Governo Federal, junto às prefeituras de Nova Floresta e Sossego. 

As medidas foram publicadas na edição desta terça-feira (15), no Diário Eletrônico do órgão. As portarias assinadas pelo procurador da República, Bruno Galvão Paiva, informa que os inquéritos terão o prazo de um ano para serem concluídos.

Em Nova Floresta – No município estão sendo investigadas irregularidades no processo de seleção e cadastramento de beneficiários do programa. As supostas irregularidades teriam acontecido no cadastro para o conjunto habitacional Montevidéo. 



Em Sossego – Na cidade, o MPF recebeu denúncias sobre a possibilidade de irregularidades no critério de seleção e cadastramento dos beneficiários do Programa Minha Casa Minha Vida. Em Sossego está sendo investigada a seleção de beneficiários para o conjunto Emília Monteiro Lucena, no Alto da Bela Vista.

 

_
Portal WSCOM


Comentários