Cidades / Paraíba

Idosa é encontrada morta em Campina Grande após se recusar a permanecer em hospital

person access_timePostado em 22/05/2021 09:41 chat_bubble_outline

Após se recusar a permanecer em uma unidade hospitalar de Campina Grande, no Agreste paraibano, uma idosa de 62 anos foi encontrada morta na manhã desta sexta-feira (21). Ela esteve no Hospital Pedro I na noite anterioa e teria se recusado a permanecer para dar continuidade ao atendimento médico. Segundo os médicos, havia suspeita de Covid-19.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado por pessoas que encontraram a mulher caída em uma calçada no bairro Centenário. A equipe apenas constatou o óbito. O corpo teria sido removido do local por uma agência funerária.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) emitiu uma nota dizendo que a mulher apresentava dificuldade para respirar e a oxigenação dela era de 70%. Ela teria passado por uma tomografia e exames de sangue, inclusive para diagnóstico para o novo coronavírus e recebeu suporte de oxigênio. No entanto, antes mesmo de receber o diagnóstico do teste e a indicação de internação, ela se recusou a permanecer no local.



Ainda segundo a nota, filha da idosa teria assinado um termo de responsabilidade. A secretaria lamentou a morte da idosa e reforçou que a unidade hospitalar não poderia realizar uma internação compulsória.


Comentários