Brasil / Suspeita

Polícia Federal pede ao STF abertura de inquérito para apurar suspeita de pagamento a Toffoli por venda de decisões

Segundo informações obtidas pela Folha, Cabral informou que Toffoli recebeu R$ 4 milhões, no período de 2014 a 2015, para beneficiar prefeitos de cidades em processos no TSE
person access_timePostado em 11/05/2021 19:52 chat_bubble_outline

A Polícia Federal encaminhou ao STF um pedido de abertura de inquérito contra Dias Tofolli (Foto: Reprodução)

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, está na mira de investigações da Polícia Federal. Nesta terça-feira (11) a Polícia Federal encaminhou ao STF um pedido de abertura de inquérito contra Dias Tofolli.

O pedido foi feito tendo como base em acordo de colaboração premiada feito pelo ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral.

Segundo apurou o ClickPB, informações obtidas pela Folha de São Paulo revelam que Cabral teria dito que Toffoli recebeu R$ 4 milhões, no período de 2014 a 2015, para beneficiar prefeitos de cidades fluminenses em processos no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Os pagamentos teriam sido operacionalizados pelo ex-secretário de Obras do Rio de Janeiro, Hudson Braga. 



Toffoli foi ministro do TSE de 2012 a 2016, tendo presidido o tribunal entre maio de 2014 e maio de 2016.


Comentários