Brasil / Recorde

Nenhuma causa de morte no Brasil supera a marca de 3.000 óbitos por dia da Covid-19

Coronavírus mata em um único dia o que o HIV leva 82 dias para matar; doenças cardiovasculares, todas juntas, demoram quatro dias para levar o mesmo número de vidas o que o Sars-Cov-2 levou nesta terça (23)
person access_timePostado em 23/03/2021 21:29 chat_bubble_outline

Reprodução / internet

SÃO PAULO — O Brasil registrou nesta terça-feira (23) a marca de 3.158 mortes por Covid-19, a maior desde o começo da pandemia. É a primeira vez que mais de três milhares de óbitos pela doença são notificados em um único dia no país.

Nenhuma outra causa de morte no Brasil mata como a Covid-19 matou neste dia. Mesmo as doenças cardiovasculares, as mais mortais no país, levam quatro dias, somadas, para matar 3.000 pessoas. As infecções respiratórias, todas juntas, levam 13 dias para matar o mesmo contingente, e a violência leva 19 dias.

O dia de recorde ocorreu no pior momento da epidemia, e também empurrou para cima a média móvel semanal de mortes, que chegou em 2.349. 



O Observatório Covid-19 BR, coletivo de cientistas que realiza monitoramento independente da pandemia, vê a tendência de mortes ainda em alta. O número de casos registrados da doenças (incluindo os não letais) e de registros por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) começa a dar sinais de estabilização e queda, mas os números demoram a ser consolidados, e ainda possuem grande margem de erro.


Comentários